CHECK FEEDER

Características


Ferramenta de apoio a tarefa de alimentação de matéria-prima em postos de trabalhos diversos, como por exemplo, linhas de inserção automática ou manual e finais, visando verificar através de códigos de barras da matéria-prima se as mesmas estão sendo colocadas corretamente nas posições esperadas do mapa de alimentação.

Funcionalidades

  • Criar um banco de conhecimento com dados coletados durante o processo de alimentação dos postos de trabalho, utilizando-se de recurso de informática , quais sejam: Sistema de Banco de Dados e Servidor de Aplicação;
  • Definir métodos para utilização destes dados, através do fornecimento de ferramentas de consultas;
  • Promover redução de tempo destinado ao processo de alimentação e realimentação aumentando a confiabilidade desses processos.

Aplicabilidade

Essa solução se aplica a qualquer área que possua um posto de trabalho que necessite receber matéria-prima para o processo de transformação do semiacabado.

Beneficios

  • Aumento na confiabilidade do processo de alimentação e realimentação;
  • PRegistro das alimentações e realimentações com rastreabilidade das matérias-primas usadas e os alimentadores que participaram do processo;
  • Redução do retrabalho causado por erros na alimentação.

Finalidade


Quando os postos de trabalho forem linhas de SMD dos fabricantes Fuji e Panasonic existe a importação manual dos programas das máquinas de inserção de componentes, garantindo a criação automática dos mapas de alimentação de componentes. Para outros tipos de postos de trabalho deverá existir uma avaliação com o cliente para determinar a obtenção do mapa de alimentação.

Leitura dos códigos de barras das matérias-primas que serão alimentadas ou realimentadas nos postos de trabalho confrontando com o esperado no mapa de alimentação.

Comparar perfomance

Telas de consultas com os registros de alimentações e realimentações.

CHECK LEVEL

Características


Sistema computacional com o objetivo de gerenciar os estoques intermediários da produção. Esse gerenciamento não concorre com o gerenciamento de estoques do sistema corporativo da empresa. Em geral o ERP não gerencia os estoques intermediários.

Funcionalidades

  • Definir métodos padronizados para gerenciamento das matérias-primas nos estoque intermediários em que o programa de computador for instalado.
  • Evitar desvios de matérias.

Aplicabilidade

Essa solução se aplica a qualquer estoque intermediário que se deseja gerenciar e não coberto pelo gerenciamento do ERP.

Beneficios

  • Previsão automática da necessidade de realimentação dos postos de trabalho.
  • Redução do índice de permanência da matéria-prima no ambiente de produção, sem necessidade.
  • Controle da localização dos materiais na produção.

Finalidade


Controle das entradas de matéria-prima na área da produção, armazenando-as em localizações previamente cadastradas.

Utilização dos estoques intermediários através da alimentação e realimentação dos postos de trabalho.

Comparar perfomance

Retorno dos materiais não utilizados no posto de trabalho à área de produção permitindo recontar os mesmos.

Integração com a coleta automática de produção, alimentado os estoques intermediários com produto semiacabados.

Movimentação de materiais internamente ao estoque intermediário.